Infecção urinária: como tratar e prevenir

24/JUN

Ardência ao urinar e mal estar são os principais sintomas


A infecção urinária é causada por bactérias que fazem parte da flora intestinal. Como no corpo feminino o trato urinário é muito próximo do ânus, estes micro-organismos atingem a uretra com facilidade. A doença é causada por diferentes bactérias, mas a mais comum é a E. Coli.


Estes agentes infecciosos podem atingir todo o sistema urinário, mas se instalam com mais frequência na bexiga, resultando em uma cistite. Ao atingirem a uretra recebem o nome de uretrite e nos rins, pielonefrite. Este último caso é o mais raro e também os mais perigoso, levando a internações em alguns casos.


Sintomas da infecção urinária 


O principal sintoma de infecção na urina é ardência ao urinar. Além disso, a vontade de fazer xixi parece constante, mesmo que a bexiga esteja vazia. Cansaço, mal estar generalizado e febre também podem estar presentes.


Na pielonefrite, dores lombares são comuns, especialmente de um lado só, indicando o rim mais atingido.


A queda hormonal na terceira idade deixa as idosas mais propensas vulneráveis a este tipo de infecção.


Como prevenir 


Tome bastante água. Limpar o canal da uretra constantemente evita que as bactérias se instalem.


Limpe-se bem. Usar uma duchinha ou lenços umedecidos depois de evacuar garante que a sua pele fique livre de quaisquer resíduos.


Enxugue-se de frente para trás. Algumas mulheres têm o hábito de puxar o papel para frente quando vão se limpar, o que faz com que as bactérias instaladas no ânus sejam transportadas para o canal da vagina.


Não segure o xixi. Passar muito tempo sem urinar favorece a proliferação das bactérias. A ginecologista indica uma ida ao banheiro a cada três horas, mesmo que a vontade não seja grande.


Depilação biquíni. Os pelos são uma barreira natural contra os micro-organismos e, quando são retirados por completo, deixam o caminho livre para estas bactérias. Por isso, o ideal é que a depilação seja feita na marca do biquíni.


Fazer xixi após cada relação sexual. “O excesso de lubrificação favorece a passagem das bactérias. Ao fazer após a relação, a mulher limpa o canal urinário e não permite que elas se instalem. Mesmo que não esteja com vontade, algumas gotinhas são suficientes”, explica a especialista.


Tratamento para infecção urinária


O uso de antibióticos é imprescindível no tratamento da infecção urinária. Mas a ginecologista alerta que, antes de tomar qualquer medicamento, é necessário procurar um médico e fazer exames que vão detectar qual bactéria está provocando a infecção.  Desta forma, a paciente será orientada a tomar o antibiótico mais adequado.


“Muitas mulheres têm infecções recorrentes porque não tratam corretamente. Às vezes o incomodo para urinar acaba e a mulher para de tomar o medicamento, mas o desaparecimento dos sintomas não significa que a doença foi curada. É importante seguir o tratamento até o fim, beber bastante água e não segurar o xixi em hipótese alguma”, finaliza.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/

Deixar comentário