Mioma Uterino

06/MAI

O que é Mioma uterino?


Sinônimos: Fibroma uterino Fibromas uterinos são tumores não cancerígenos (benignos) que se desenvolvem no útero, um órgão reprodutivo feminino.


Os fibromas uterinos são comuns. Uma em cada cinco mulheres pode ter fibromas durante a idade fértil (o tempo desde a menarca até a menopausa). Metade das mulheres têm fibromas quando chegam aos 50 anos.  


Os fibromas são raros em mulheres com menos de 20 anos. Eles são mais comuns em afro-americanas do que em brancas.  


A causa do fibroma uterino é desconhecida. No entanto, seu crescimento tem sido vinculado ao hormônio estrogênio. Se a mulher com fibroma continuar menstruando, o fibroma continuará crescendo, geralmente de forma lenta.  


Os fibromas podem ser tão pequenos que é preciso usar um microscópio para vê-los. No entanto, eles podem ficar muito grandes. Eles podem ocupar todo o útero e pesar alguns quilos. Embora seja possível que apenas um fibroma se desenvolva, geralmente há mais de um.


Os fibromas são muitas vezes descritos de acordo com sua localização no útero:  


Miometrial - na parede muscular do útero


Submucosal - embaixo da superfície da mucosa do útero


Subserosal - embaixo do revestimento externo do útero


Pendunculado - ocorre em um talo longo na parte externa do útero ou dentro da cavidade uterina.


Exames


O médico realizará um exame pélvico. Esse exame poderá mostrar uma alteração no formato do seu útero.  


Pode ser difícil identificar fibromas, principalmente se você estiver muito acima do peso.  


Uma ultrassonografia pode ser feita para confirmar o diagnóstico. Às vezes, é feita uma ressonância magnética pélvica.  


Uma biópsia endometrial (biópsia da mucosa uterina) ou laparoscopia pode ser necessária para excluir a possibilidade de câncer.


Sintomas de Mioma uterino


Os sintomas mais comuns de fibromas uterinos são:  


Sangramento entre as menstruações


Fluxo menstrual intenso (menorragia), às vezes com passagem de coágulos


Ciclos menstruais mais longos que o normal


Necessidade de urinar com mais frequência


Cólica ou dor no período menstrual


Sensação de inchaço ou pressão na parte inferior do abdome


Dor durante a relação sexual


Observação: Geralmente não há sintomas. Seu médico poderá identificar os fibromas durante um exame físico ou outro exame. Os fibromas geralmente diminuem e não causam sintomas em mulheres que passaram pela menopausa.


Buscando ajuda médica Ligue para seu médico se você tiver:


Alterações nos períodos menstruais, incluindo sangramento intenso, cólicas mais fortes ou sangramentos entre os períodos menstruais Sensação de inchaço ou peso na parte inferior do abdome.


Tratamento de Mioma uterino O tratamento depende de vários fatores, incluindo:  


Sua idade


Saúde geral


Gravidade dos sintomas


Tipo de fibroma


Se você está grávida


Se quer ter filhos no futuro


Algumas mulheres podem precisar fazer exames pélvicos ou uma ultrassonografia regularmente para monitorar o crescimento do fibroma.  


O tratamento dos sintomas de fibroma pode incluir:


Pílulas anticoncepcionais (contraceptivos orais) para ajudar a controlar fluxos menstruais intensos


Dispositivos intrauterinos (DIUs) para liberar o hormônio progestina que ajuda a reduzir o fluxo intenso e a dor


Suplementos de ferro para prevenir ou tratar a anemia devido a fluxos menstruais intensos


Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINE), como ibuprofeno ou naprosyn para cólica ou dor


Injeções de tratamento hormonal de curto prazo para ajudar a diminuir os fibromas


As cirurgias e os procedimentos usados para tratar fibromas incluem:


Ressecção histeroscópica de fibromas: As mulheres que têm fibromas que crescem dentro da cavidade uterina podem precisar desse procedimento ambulatorial para remover tumores fibroides.


Embolização arterial uterina: Esse procedimento interrompe a circulação sanguínea no fibroma, o que faz com ele necrose e diminua. As mulheres que desejam engravidar no futuro devem discutir esse procedimento com o médico.


Miomectomia: Essa cirurgia remove os fibromas. Esse costuma ser o tratamento escolhido para mulheres que querem ter filhos, pois preserva a fertilidade. Mais fibromas podem se desenvolver após uma miomectomia.


Histerectomia: Essa cirurgia invasiva pode ser uma opção se os medicamentos não funcionarem e outras cirurgias e procedimentos não forem uma opção.


Expectativas Algumas mulheres com fibromas não têm sintomas e podem não precisar de tratamento.  


Durante a gravidez, os fibromas existentes podem crescer devido ao aumento do fluxo sanguíneo e dos níveis de estrogênio. Os fibromas geralmente voltam ao tamanho normal depois que o bebê nasce.


Complicações possíveis As complicações dos fibromas incluem:  


Dor aguda ou sangramento forte que pode exigir uma cirurgia de emergência


Torção do fibroma, o que causa um bloqueio nos vasos sanguíneos próximos que alimentam o tumor. Nesse caso, uma cirurgia pode ser necessária


Anemia (baixa contagem de glóbulos vermelhos) se o sangramento for muito intenso


Infecções no trato urinário se a pressão do fibroma impedir que a bexiga seja esvaziada completamente


Alterações cancerígenas chamadas leiomiosarcoma (raro)


Em casos raros, os fibromas podem causar infertilidade. Os fibromas também podem causar complicações se você ficar grávida, embora o risco seja muito pequeno:


Algumas mulheres grávidas com fibromas podem ter um parto prematuro porque não há espaço suficiente no útero.


Uma cesariana poderá ser necessária se o fibroma bloquear o canal vaginal ou deixar o bebê em uma posição perigosa.


Algumas mulheres grávidas com fibromas têm sangramentos intensos logo após o parto.

Fonte: Minha Vida

Deixar comentário