Grávidas, bebês e crianças correm mais risco com o coronavírus?

17/MAR

Como o sistema imunológico de mulheres grávidas, bebês e crianças pequenas tende a ser mais fraco, eles por princípio fariam parte de um grupo mais suscetível a infecções como a do coronavírus.


Porém, o que se viu até agora é que apenas uma pequena porcentagem de bebês e crianças pequenas pegaram o coronavírus. Dos casos confirmados no mundo, raros foram os em crianças, e não se observou gravidade.


Também não foi observada gravidade maior da infecção pelo novo coronavírus durante a gravidez, ao contrário do que acontece com o vírus influenza A H1N1.


Nas análises feitas até o momento, o vírus não foi encontrado na placenta nem no líquido amniótico de grávidas que estavam doentes. Por isso, ainda não há dados que indiquem a transmissão da Covid-19 dentro da barriga (a chamada transmissão vertical ).


Também não há nenhuma indicação por enquanto de que a Covid-19 possa causar defeitos congênitos no feto, como acontece com a zika e outras doenças virais.


Houve observação de alguns casos de parto prematuro em mães com Covid-19, mas os dados não são suficientes para concluir se foi o vírus Sars-CoV-2 que causou a prematuridade.



 

Fonte: https://brasil.babycenter.com/a25028536/infec%C3%A7%C3%A3o-por-coronav%C3%ADrus-covid-19-cuidados-para-gr%C3%A1vidas-e-beb%C3%AAs#section2

Deixar comentário