A participação do Pai

28/FEV

É importante a participação do pai desde o início do pré-natal, pois existirá por parte da paciente uma necessidade de compartilhar todas as suas necessidades , principalmente as necessidades psiquicas que a mesma apresentará durante não só, todo o período de gestaçào, como também, durante a amamentação.


- Existe uma mudança significativa hormonal durante a gravidez, fazendo que haja uma mudança por vezes, até comportamental da gestante, quanto ao seu humor, quanto aos seus desejos alimentícios, quanto ao seu sono e vigília, quanto às suas expectativas em geral, inclusive quanto a própria participação do marido, sendo portanto muito bom quando os dois, marido e mulher ouvem as orientações dadas no pré-natal.


- Em relação ao bebê, é importante, não só para a mãe, como também para o pai, saber que suas vozes, seus contatos próximos, são estímulos neurológicos recebidos durante o período intra-uterino.


- O marido, também pode receber orientações, quanto a proposta de alimentação bem balanceada durante o pré, trans e pós parto, facilitando e incentivando a gestante a ingerir certos tipos de alimentos e evitar outros. 


- O marido deve ser incentivado tambem, a participar de atividades físicas, como por exemplo, caminhadas, hidro-ginástica etc., juntamente com a esposa.


- O Pai não deve ser considerado um substituto da mãe, em certas situações aonde ela não possa estar, mas sim, atuante em todas as situações possíveis, ou seja, para se entender melhor, deve conquistar desde o pré-natal, seu status como Pai que sabe, participa, atua, compreende, ajuda, e É. 


- Todos nós sabemos que o início de uma verdadeira família é a união dos componentes da mesma, é portanto a participação de todas as satisfações assim com o de todos os problemas entre todos os componentes, por isso quando existe uma gravidez, existirão quatro nascimentos a seguir: o nascimento de uma Mãe, de um Pai, de um Bebê e tambem de uma FAMÍLIA.


- A maternidade é vivenciada com carinho e amor, muito atravéz da amamentação.


Em se tratando da paternidade já se torna um pouco mais difícil, portanto, o Pai terá que buscar outros "artifícios" para traduzir amor e carinho ao seu filho. Ele terá que conquistar o seu lugar.


- O Pai começa a ser Pai no Pré- Natal.

Fonte:

Deixar comentário