O que é a Síndrome dos Ovários Policísticos?

24/MAI

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma doença que acomete as mulheres, quando ocorre um desequilíbrio em seus hormônios sexuais (estrógeno e progesterona). A consequência desse desequilíbrio hormonal são alterações na pele, no ciclo menstrual, dificuldade para engravidar e o aparecimento de cistos nos ovários, o que pode levar a infertilidade.


Causas da Síndrome dos ovários policísticos


Além dos hormônios sexuais estrógeno e progesterona, a mulher também produz, em baixa quantidade, hormônios masculinos (andrógenos). A Síndrome dos Ovários Policísticos ocorre quando estes hormônios estão desequilibrados: os andrógenos são produzidos em excesso, o que causa alterações indesejáveis nos níveis normais de estrógeno e progesterona. 


Para entender melhor


Os folículos são como bolsas que ficam nos ovários. Em uma situação normal, um ou mais óvulos são liberados durante o ciclo menstrual. Mas, quando a mulher é acometida pela síndrome dos ovários policísticos, os folículos não conseguem fazer com que os óvulos amadureçam e fiquem prontos para a ovulação, então eles acabam virando cistos dentro do ovário da mulher. Essas alterações podem levar a mulher à infertilidade, quando a doença não é tratada a tempo. 


A Síndrome dos Ovários Policísticos geralmente afeta mulheres na faixa dos 20 – 30 anos. Mas, nos últimos anos, ela vem sendo diagnosticada também em adolescentes, especialmente se a família da jovem já tem algum histórico da doença.


Sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos


– Acne;


– Aparecimento de manchas escuras na pele e nas dobras ao redor das axilas, pescoço e virilhas;


– Excesso de pelos, inclusive no rosto;


– Irregularidade e falhas no ciclo menstrual constantes;


– Redução no tamanho dos seios;


– Timbre de voz um pouco mais grave;


– Variação do período menstrual de forma muito brusca, indo de muito leves a intensos em um intervalo de 1 a 2 meses, pelo menos.


Tratamento da Síndrome dos ovários policísticos


Geralmente o tratamento da doença é baseado nos seguintes princípios: 


– Uso de pílulas anticoncepcionais, para equilibrar os hormônios femininos e regularizar o ciclo menstrual; 


– Medicamentos antiandrógenos, caso as pílulas anticoncepcionais não funcionem. 


– Perder peso também é recomendável, para equilibrar a produção de hormônios naturalmente. 


– Uso de cremes específicos para retardar/impedir o crescimento de pelos faciais nas mulheres; 


Se você começou a apresentar algum dos sintomas da Síndrome dos ovários policísticos, procure o seu ginecologista, que irá fazer exames e detectar se você tem ou não a doença.

Fonte:

Deixar comentário