O papel das doulas

30/NOV

Recentemente devido a demanda de partos normais, criamos uma estrutura personalizada para o atendimento destas gestantes que queiram fazer parto normal (ou humanizado) mas de maneira personalizada e com toda segurança, além de equipamento, investimos na formação de funcionários para especialização em doula e obstetriz.


Conheça mais como funciona o papel da doula: 


O parto nunca foi um momento fácil na vida das mulheres. Os desconfortos das últimas semanas de gestação, a ansiedade de ter o bebê finalmente nos braços e o medo das dores do parto contribuem para criar uma atmosfera de nervosismo em torno desse acontecimento. Por isso, as grávidas sempre tiveram o apoio de familiares e amigas que já haviam passado por esse momento e conseguiam oferecer a sua experiência como prova de que, no final, daria tudo certo.


Algumas mudanças na sociedade, porém, dificultaram esse convívio. Primeiro, as famílias ficaram menores e passaram a viver em núcleos pequenos (é muito difícil hoje encontrar pessoas de três ou quatro gerações morando na mesma casa). Depois, cada vez mais os partos começaram a ser feitos em hospitais e esse momento perdeu um pouco da sua naturalidade. Claro que hoje é indispensável ter acompanhamento médico durante a gravidez e o parto, mas esse apoio feminino, intuitivo, acabou sendo deixado de lado.


É para suprir essa demanda que surgiram as doulas. São mulheres que oferecem apoio emocional, tiram dúvidas e orientam as gestantes, antes, durante e depois do parto. Ela colabora para o diálogo entre médico e gestante.


Só devo procurar uma doula se eu quiser um parto normal?


Não. A doula provavelmente vai esclarecer sobre o que levar em consideração na hora de escolher o tipo de parto, mas mesmo que seja uma cesárea, ela terá seu papel. Fazer com que a mulher se sinta segura para a chegada do bebê, confortá-la durante a cirurgia e dar o apoio para a amamentação no pós-parto são algumas das funções que ela terá ao seu lado.


Os resultados do parto são melhores com doulas?


Sim. Diversas pesquisas já mostraram que atuação das doulas reduz a taxa de cesariana, o uso de anestesia, de fórceps, além de melhorar a qualidade dos resultados após o parto. Seis meses após o parto, o sucesso com a duração da amamentação e interação da mãe e do bebê é maior entre as mães que foram acompanhadas por doulas.

Fonte: revistacrescer.globo.com

Deixar comentário