O que você precisa saber sobre tirar leite materno

16/NOV

Não é novidade que o aleitamento materno é essencial para o bom desenvolvimento do bebê. Seus benefícios vão desde fortalecer a imunidade do recém-nascido a evitar o estresse e ansiedade. E ao voltarem para suas rotinas de trabalho, muitas mães passam a buscar alternativas para não interromperem precocemente a amamentação de seus pequenos. Para isso, tirar leite e armazená-lo passa a ser uma opção útil e super necessária. Porém, com isso, também surgem diversas dúvidas em relação a esse tema.


Confira algumas dúvidas comuns em relação à extração do leite materno:


A retirada do leite não reduz a produção de leite materno:  A extração de leite não só não reduz a quantidade de leite, como ainda estimula constantemente a sua produção.


O acúmulo de leite pode causar mastite: A mastite é uma inflamação das glândulas dos seios. Para se evitar a formação desses nódulos é recomendada a realização constante de massagens, compressas mornas e a extração do leite até o alívio da dor.


Bomba elétrica não causa flacidez na mama: A amamentação não causa flacidez na mama, assim como o “excesso” de sucção não resulta no enfraquecimento dos músculos dos seios.


A retirada de leite não precisa ser feita apenas uma vez ao dia: A extração pode ser realizada quantas vezes a mãe achar necessário. A retirada, como foi dito, não diminui a quantidade de leite produzida, nem causa machucados nos mamilos.


A extração com bomba pode ser feita para diferentes fins: Além de ajudar as mães que voltaram a trabalhar, a retirada de leite também é uma alternativa para aumentar a produção, ajudar a fazer estoque de leite e, até mesmo, facilitar na alimentação de um bebê prematuro que ainda está aprendendo a sugar.


É recomendado massagear o seio antes da utilização da bomba: Ao utilizar bombinha para a extração, é essencial massagear os seios. Com isso, você estará estimulando os ductos da mama e a produção do leite.


 


Confira dez benefícios que o aleitamento materno confere para a saúde do seu bebê:


- Fortalece a imunidade


- Aumenta o contato entre mãe e bebê, evitando até o choro e a ansiedade


- Todos os componentes do leite materno são aproveitamos pelo organismo, sendo o melhor alimento para o intestino do bebê


- Ajuda no desenvolvimento do pulmão e reduz o risco de alergias


- Evita cólicas


- Previne doenças futuras, como obesidade, diabetes, hipertensão e doença celíaca.


- Combate à anemia


- Ajuda no desenvolvimento cognitivo


- Desenvolve a arcada dentária


- Colabora para o crescimento dos bebês prematuros

Fonte: doutissima.com.br

Deixar comentário